BLADE RUNNER, O CAÇADOR DE ANDRÓIDES – VERSÃO INTERNACIONAL DE CINEMA (Dual Áudio / 720p) – 1982

BLADE RUNNER – 1982
SCI-FI – THRILLER
DIREÇÃO: Ridley Scott
ROTEIRO: Hampton Fancher, David Webb Peoples (+1)
IMDb: 8,2
http://www.imdb.com/title/tt0083658/

RMZ – D. CLÁSSICA (H. RICHERS) – DUAL ÁUDIO

“ATUALIZAÇÃO – NOVOS LINKS”

Postado por Marcos F.

 

*POSTADO ORIGINALMENTE EM 03/09/2013*
Formato: MKV
Qualidade: BRRip (720P – 1280×528 – 2500kbps)
Tamanho: 2.35 GB
Duração: 117 min.
Legenda (SELECIONÁVEL): Português
Áudio (SELECIONÁVEL): Português (D. Clássica H. Richers) / Inglês
Servidor: Google Drive (6 partes RAR)
Uploader e Remasterizador: Marcos F.

 

VEJA TAMBÉM:
BLADE RUNNER – FINAL CUT (TRI ÁUDIO / 1080P / 1982) – Postado por Lilbarby

 

 

FILME: BLADE RUNNER, O CAÇADOR DE ANDRÓIDES – VERSÃO INTERNACIONAL DE CINEMA

 

No início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um robô que é mais forte e ágil que o ser humano e se equiparando em inteligência. São conhecidos como replicantes e utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Mas, quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim, em uma colônia fora da Terra, este incidente faz os replicantes serem considerados ilegais na Terra, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar em replicantes encontrados na Terra, mas tal ato não é chamado de execução e sim de remoção. Até que, em novembro de 2019, em Los Angeles, quando cinco replicantes chegam à Terra, um ex-Blade Runner (Harrison Ford) é encarregado de caçá-los.

– O ator Dustin Hoffman chegou a ser convidado para interpretar Deckard, mas recusou o papel.
– O comerciante de cobras que aparece em uma das ruas de Blade Runner possui em sua testa uma tatuagem da nave Millenium Falcon, da série Star Wars. Como a tatuagem é bem pequena, apenas é possível vê-la utilizando o zoom do vídeo/dvd.
– Em julho de 2000, o diretor Ridley Scott declarou, em entrevista à tv britânica, que o personagem Deckard também era um replicante.
– Em 1992, dez anos após o lançamento de Blade Runner, o diretor Ridley Scott lançou uma versão pessoal para o filme, que contém cenas extras e tem um final bem diferente do exibido na versão original do filme.
– No Festival de Veneza de 2007 o diretor Ridley Scott lançou mais uma versão do filme, chamada Blade Runner: The Final Cut.

> BLADE RUNNER E SUAS CURIOSIDADES…











 

OSCAR – 1983
Indicado ao prêmio de Melhor Direção de Arte
Indicado ao prêmio de Melhores Efeitos Especiais

GLOBO DE OURO – 1983
Indicado ao prêmio de Melhor Trilha Sonora

BAFTA – 1983
Vencedor do prêmio de Melhor Direção de Fotografia
Vencedor do prêmio de Melhor Figurino
Vencedor do prêmio de Melhor Direção de Arte/Design de Produção
Indicado ao prêmio de Melhor Edição
Indicado ao prêmio de Melhor Maquiador
Indicado ao prêmio de Melhor Composição
Indicado ao prêmio de Melhor Som
Indicado ao prêmio de Melhores Efeitos Visuais

 

Harrison Ford … Rick Deckard
Rutger Hauer … Roy Batty
Sean Young … Rachael
Edward James Olmos … Gaff
M. Emmet Walsh … Bryant
Daryl Hannah … Pris
William Sanderson … J.F. Sebastian
Brion James … Leon Kowalski
Joe Turkel … Dr. Eldon Tyrell

 

# país: EUA / Reino Unido / Hong Kong
# duração original: 117 min
# estúdio: The Ladd Company…
# distribuidora: Warner Bros. …

 

42 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Ba Cara meu sonho é que um dia você tenha filmes com parte unica

    1. DANIEL – TENHO O MESMO SONHO…PORÉM POR MOTIVOS PRÁTICOS E ESTRATÉGICOS É INTERESSANTE DIVIDIR PARA FAZER O UPLOAD E TMB PARA QUEM FAZ O DOWNLOAD.

      ABRAÇÃO!

  2. Ba Cara meu sonho é que um dia você tenha filmes com parte unica

    1. DANIEL – TENHO O MESMO SONHO…PORÉM POR MOTIVOS PRÁTICOS E ESTRATÉGICOS É INTERESSANTE DIVIDIR PARA FAZER O UPLOAD E TMB PARA QUEM FAZ O DOWNLOAD.

      ABRAÇÃO!

  3. Sempre quis conferir este filme como ele passou na tv, e agora será possível! Muito obrigado 😉

  4. Sempre quis conferir este filme como ele passou na tv, e agora será possível! Muito obrigado 😉

  5. Shoooow… eu tenho ele gravado da TNT em VHS em 1997, com esta dublagem, mas a imagem está precária… aqui ficou perfeito, vou converter para DVD e curtír em minha tv de tubão 29″…. valeu mesmo!!!!
    Vocês são show!!!

  6. Shoooow… eu tenho ele gravado da TNT em VHS em 1997, com esta dublagem, mas a imagem está precária… aqui ficou perfeito, vou converter para DVD e curtír em minha tv de tubão 29″…. valeu mesmo!!!!
    Vocês são show!!!

  7. a parte 2 esta fora teria como repostar?

  8. a parte 2 esta fora teria como repostar?

  9. O melhor filme do gênero sem dúvida, comprei o DVD com todas as versões em janeiro de 2008, essa versão que passou na tv e a versão de cinema com a cenas fortes são iguais, a diferença é que na tv cortaram as cenas fortes. A cena final em que Harrison Ford dirige o carro pela estrada, tocando a música de Vangelis, não tem preço. Parabens pela postagem e muito obrigado por compartilhar.

  10. O melhor filme do gênero sem dúvida, comprei o DVD com todas as versões em janeiro de 2008, essa versão que passou na tv e a versão de cinema com a cenas fortes são iguais, a diferença é que na tv cortaram as cenas fortes. A cena final em que Harrison Ford dirige o carro pela estrada, tocando a música de Vangelis, não tem preço. Parabens pela postagem e muito obrigado por compartilhar.

  11. tem marcas d’água como os demais filmes que você postou?

    1. Boa tarde Pedro, esse não, pois embora o áudio seja remaster minha, não fiz o encode de vídeo.
      Uma dica, pra que não percamos mais tempo com esta questão (perguntas e respostas sobre), toda vez que nos dados do arquivo aparecer “Encoder, … : Marcos F.”, tenha certeza da existência de marca d’água, se não, não.
      Agradeço a presença, abraço.

  12. tem marcas d’água como os demais filmes que você postou?

    1. Boa tarde Pedro, esse não, pois embora o áudio seja remaster minha, não fiz o encode de vídeo.
      Uma dica, pra que não percamos mais tempo com esta questão (perguntas e respostas sobre), toda vez que nos dados do arquivo aparecer “Encoder, … : Marcos F.”, tenha certeza da existência de marca d’água, se não, não.
      Agradeço a presença, abraço.

  13. Essa edição é a que tem áudio de narrador ou é a versão comum?

    1. Boa noite Agronopolosbr, esta versão é com a narrativa de Deckard (dos pensamentos dele).
      Na versão “Final Cut”, não existe esta narrativa.

      1. Mas está faltando um pedaço na narrativa na primeira parte dela, quando ele está sentado, lendo jornal, aguardando pra comer, é quando ele diz que sua ex-esposa o chamava de “SUSHI”, já vai direto ao final da narrativa, onde ele diz “não existe classificados…etc…”

        1. Amigo Robuste, acredito que trocaste a ordem, pois na marca 00:08:49 (h:m:s) inicia narrativa “Não existe classificados…” (sentado, lendo jornal), logo após Deckard é convidado a comer, pelo oriental. Deckard faz o pedido…discussão 4, 2?, não 2+2 4 (rsrs)…, então na marca 00:09:37 começa outra narrativa, neste momento já com o prato a sua frente e esfregando um palito no outro (hashis): “Sushi, era assim que minha ex-mulher me chamava…”.
          Veja aí se não é assim, pois me parece não fazer sentido as narrativas serem na ordem inversa.
          Valeuu, abração e ótima semana!

  14. Essa edição é a que tem áudio de narrador ou é a versão comum?

    1. Boa noite Agronopolosbr, esta versão é com a narrativa de Deckard (dos pensamentos dele).
      Na versão “Final Cut”, não existe esta narrativa.

      1. Mas está faltando um pedaço na narrativa na primeira parte dela, quando ele está sentado, lendo jornal, aguardando pra comer, é quando ele diz que sua ex-esposa o chamava de “SUSHI”, já vai direto ao final da narrativa, onde ele diz “não existe classificados…etc…”

        1. Amigo Robuste, acredito que trocaste a ordem, pois na marca 00:08:49 (h:m:s) inicia narrativa “Não existe classificados…” (sentado, lendo jornal), logo após Deckard é convidado a comer, pelo oriental. Deckard faz o pedido…discussão 4, 2?, não 2+2 4 (rsrs)…, então na marca 00:09:37 começa outra narrativa, neste momento já com o prato a sua frente e esfregando um palito no outro (hashis): “Sushi, era assim que minha ex-mulher me chamava…”.
          Veja aí se não é assim, pois me parece não fazer sentido as narrativas serem na ordem inversa.
          Valeuu, abração e ótima semana!

  15. Ela tem a narrativa sim, porém, na primeira narrativa, quando aparece ele sentado, lendo jornal, aguardando a vez de comer, falta um pedaço da narrativa onde ele menciona que a mulher dele o chama de “SUSHI”, e aí, já vai direto pra parte onde ele diz que não existe classificados para Caçador de Andróides, ou algo assim. No mias, é perfeito e muito bem feito. Parabens.

    1. Veja o que escrevi logo acima…

      1. Huumm, blz amigo, verifiquei aqui, erro meu, fiz confusão, por favor me perdoe. Obrigado por esclarecer e mais uma vez parabens pelo maravilhoso trabalho.

  16. Ela tem a narrativa sim, porém, na primeira narrativa, quando aparece ele sentado, lendo jornal, aguardando a vez de comer, falta um pedaço da narrativa onde ele menciona que a mulher dele o chama de “SUSHI”, e aí, já vai direto pra parte onde ele diz que não existe classificados para Caçador de Andróides, ou algo assim. No mias, é perfeito e muito bem feito. Parabens.

    1. Veja o que escrevi logo acima…

      1. Huumm, blz amigo, verifiquei aqui, erro meu, fiz confusão, por favor me perdoe. Obrigado por esclarecer e mais uma vez parabens pelo maravilhoso trabalho.

  17. São tantas versões diferente desse clássico que dava de fazer um especial Blader Runner aqui no site cut, internacional, versão de cinema, Final Cut…Seria massa.

  18. São tantas versões diferente desse clássico que dava de fazer um especial Blader Runner aqui no site cut, internacional, versão de cinema, Final Cut…Seria massa.

  19. Obrigado.

  20. Obrigado.

  21. Tarde de domingo agradabilíssima vendo Blade Runner, muito obrigado.

    1. Mota, valeuu pelo feedback, abração e ótima semana!

  22. Tarde de domingo agradabilíssima vendo Blade Runner, muito obrigado.

    1. Mota, valeuu pelo feedback, abração e ótima semana!

  23. OLÁ AMIGO. GOSTARIA DE SABER SE VOCÊ TEM COMO DISPONIBILIZAR A EDIÇÃO TRIPLA DESTE FILME. NESTA EDIÇÃO TEM AS 3 VERSÕES DO FILME, MAKING OF, TRAILERS, ETC.

    1. Boa tarde Edilson, tenho sim todo este material, mas faço algumas considerações:

      1ª – A versão de cinema dos EUA contém a mesma dublagem, e, a diferença de maior relevância é o final, pois assim como na versão “Final Cut”, não contém as imagens bem do finalzinho. A narrativa em off do Deckard segue jundo aos créditos… Ou seja, como considero muito estas imagens contidas apenas na versão internacional, consequentemente acho irrelevante a demanda.
      2º – A versão “Final Cut” já foi postada pelo Lilbarby, que inclusive deixei gatilho pro post dele, logo após “dados do arquivo”. Lembrando que ele adicionou a mesma dublagem clássica, deixando a versão final, quando assistida com a dublagem Herbert Richers, bastante semelhante a versão de cinema (EUA), pois assim ele adicionou os pensamentos do Deckard, coisa que o diretor optou por tirar na edição final.
      3º – Como tenho um exaustivo trabalho, em desenvolvimento, pra versão Internacional de Cinema, que considero a melhor, pra atualização do post com melhor imagem e som (melhor fonte de vídeo e maior resolução + enriquecimento da dublagem clássica), deixarei pra mesma oportunidade a adição dos demais extras que achar relevantes…

      Resumo da ópera, na futura atualização do post adicionarei extras (trailers+making of), mas não as outras versões.
      Agradeço a presença, abração!

  24. OLÁ AMIGO. GOSTARIA DE SABER SE VOCÊ TEM COMO DISPONIBILIZAR A EDIÇÃO TRIPLA DESTE FILME. NESTA EDIÇÃO TEM AS 3 VERSÕES DO FILME, MAKING OF, TRAILERS, ETC.

    1. Boa tarde Edilson, tenho sim todo este material, mas faço algumas considerações:

      1ª – A versão de cinema dos EUA contém a mesma dublagem, e, a diferença de maior relevância é o final, pois assim como na versão “Final Cut”, não contém as imagens bem do finalzinho. A narrativa em off do Deckard segue jundo aos créditos… Ou seja, como considero muito estas imagens contidas apenas na versão internacional, consequentemente acho irrelevante a demanda.
      2º – A versão “Final Cut” já foi postada pelo Lilbarby, que inclusive deixei gatilho pro post dele, logo após “dados do arquivo”. Lembrando que ele adicionou a mesma dublagem clássica, deixando a versão final, quando assistida com a dublagem Herbert Richers, bastante semelhante a versão de cinema (EUA), pois assim ele adicionou os pensamentos do Deckard, coisa que o diretor optou por tirar na edição final.
      3º – Como tenho um exaustivo trabalho, em desenvolvimento, pra versão Internacional de Cinema, que considero a melhor, pra atualização do post com melhor imagem e som (melhor fonte de vídeo e maior resolução + enriquecimento da dublagem clássica), deixarei pra mesma oportunidade a adição dos demais extras que achar relevantes…

      Resumo da ópera, na futura atualização do post adicionarei extras (trailers+making of), mas não as outras versões.
      Agradeço a presença, abração!

Deixe uma resposta