PLATOON (TRI ÁUDIO/1080P) – 1986

PLATOON – 1986
EUA
GUERRA – DRAMA
DIREÇÃO: Oliver Stone
ROTEIRO: Oliver Stone
IMDb: 8,1 https://www.imdb.com/title/tt0091763/

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Capa-PLATOON-DUAL-ÁUDIO-1080P-1986

RMZ – TRI ÁUDIO – DUBLAGEM CLÁSSICA HERBERT RICHERS E REDUBLAGEM STUDIO GÁBIA-SP – BR-RIP

Postado por PEGASUS

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 1+dados+do+arquivo

Formato: MKV
Qualidade: Bluray 1080p (1920×1080) Dual Áudio
Tamanho: 2,59 GB
Duração: 119 min.
Legendas: Português BR –  Selecionáveis
Áudios: Dublagem Clássica Herbert Richers: Português BR ac3 (5.1 ch) / Dublagem Studio Gábia – São Paulo: Português BR mp3 (2 ch) / Áudio Original: Inglês aac (2 ch) – Selecionáveis
Servidor: Uptobox e Openload (Dividido em 6 partes compactadas – Winrar)
Crédito do áudio dublado e vídeo (Remasterização e Uploader): Joyloco
Crédito das legendas: Honoré
Crédito do áudio dublado e vídeo (Remasterização e Uploader): FalconNight

Uploader: PEGASUS

NOTA: OS ARQUIVOS FORAM COMPACTADOS USANDO-SE O  PROGRAMA  WinRar v5.60 Beta 5. SUGERIMOS A UTILIZAÇÃO DESTE MESMO PROGRAMA E VERSÃO PARA A EXTRAÇÃO DOS ARQUIVOS, A FIM DE MINIMIZAREM A OCORRÊNCIA DE ERROS.

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 8+links

UPTOBOX
PARTE 01: PLATOON 
PARTE 02: PLATOON
PARTE 03: PLATOON
PARTE 04: PLATOON
PARTE 05: PLATOON 
PARTE 06: PLATOON

ULOZ.TO
PARTE 01: PLATOON
PARTE 02: PLATOON 
PARTE 03: PLATOON 
PARTE 04: PLATOON
PARTE 05: PLATOON 
PARTE 06: PLATOON

SENHA – PEGASUS

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 3+sinopse

Cris (Charles Sheen) um universitário que abandona a universidade e se alistar na guerra no Vietnam por heroísmo ao seu país, mas quando chega no front da guerra do Sudoeste Asiático, o mesmo se defronta com a dura realidade de uma guerra onde os prováveis “hérois” tem o seu caracter deformado numa guerra e onde a fuga para fugir do inferno dessa guerra é a maconha e a heróna. Sargento Elias (William Defoe) e Sargento Barnes (Tom Barenge) serão os oficiais que marcaram a sua vida na guerra do Vietnam. Filme que consagrou o diretor Oliver Stone onde ele mostra nu e cru a realidade do Vietnam, trazendo uma visão mais realista do que o filme Boinas Verdes (1969) estrelado por John Wayne. Não perca esse filme.

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2B%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio%2B%25281%2529.mkv_thumbs_%255B2021.01.19_16.43.23%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.53.44_%255B2021.01.08_21.33.33%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_01.20.35_%255B2021.01.11_23.41.06%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.11.20_%255B2021.01.08_17.52.31%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.29.45_%255B2021.01.08_20.48.30%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.58.25_%255B2021.01.08_21.39.46%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.58.14_%255B2021.01.08_21.40.41%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.50.57_%255B2021.01.08_21.29.10%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.45.04_%255B2021.01.12_00.44.43%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.44.25_%255B2021.01.08_21.20.25%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_01.02.01_%255B2021.01.08_21.59.28%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.58.51_%255B2021.01.08_21.42.25%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.58.44_%255B2021.01.08_21.42.01%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_01.34.42_%255B2021.01.12_00.05.17%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_01.48.42_%255B2021.01.12_00.22.59%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_01.35.10_%255B2021.01.12_00.02.19%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_01.34.54_%255B2021.01.12_00.05.40%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.51.33_%255B2021.01.12_00.44.50%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.06.55_%255B2021.01.12_00.44.18%255D
PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Platoon%2B%2528%2B1986%2B%2529%2B1080p%2BBRRip%2Bx264%2B5.1%2BDual%2B%25C3%2581udio.mkv_snapshot_00.37.04_%255B2021.01.08_21.08.17%255D

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 10

Oscar 1987 (EUA)

Vencedor nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor som e melhor montagem.
Indicações nas categorias de melhor ator coadjuvante (Tom Berenger e Willem Dafoe), melhor roteiro original e melhor fotografia.

Festival de Berlim 1987 (Alemanha)

Vencedor do Urso de Prata de melhor direção (Oliver Stone).
Globo de Ouro 1987 (EUA)

Vencedor nas categorias de melhor filme – drama, melhor direção (Oliver Stone) e melhor ator coadjvuante (Tom Berenger).
Indicado na categoria de melhor roteiro.

Independent Spirit Awards 1987 (EUA)

Vencedor nas categorias de melhor filme, melhor diretor (Oliver Stone), melhor fotografia e melhor roteiro.
Indicado na categoria de melhor ator (Willem Dafoe).
Academia Japonesa de Cinema 1988 (Japão)
Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

BAFTA 1988 (Reino Unido)

Venceu nas categorias de melhor direção e melhor edição.
Indicado na categoria de melhor fotografia.

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 9

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 DsfQqzCUcAAcRcu.%2B2jpg

– A menina que é ameaçada por uma faca pelo  sargento psicopata Barnes, a mesma na fase adulta se encontra com o Tom Berenge o mesmo que fez o papel do sádico Sargento Barnes.

– De acordo com Oliver Stone, ele intencionalmente escalou Tom Berenger e Willem Dafoe contra o tipo (Berenger, que interpretou o implacável e sádico Sargento Barnes, era mais famoso naquele momento por interpretar mocinhos, enquanto Dafoe, que tinha interpretado principalmente vilões até então, interpretou o heróico e compassivo Sargento Elias). O elenco funcionou, e os dois receberam indicações ao Oscar por seu trabalho.

– Em uma entrevista para a televisão, Charlie Sheen creditou a Keith David por salvar sua vida. Enquanto atirava em um caça Huey de porta aberta, o helicóptero se inclinou com muita força e Sheen foi jogado na direção – e teria passado – pela porta aberta. David o agarrou e puxou de volta.

– Em muitas classes de liderança militar dos EUA, o personagem do tenente Wolfe é usado como um exemplo de como não se comportar como um oficial subalterno.

– De acordo com seu comentário em DVD, a cena em que Chris salva uma garota vietnamita de ser estuprada foi inspirada por um incidente em que Oliver Stone interveio em um ataque a um aldeão no Vietnã.

– O diretor Oliver Stone foi muito rude e abusivo no tratamento que dispensou aos atores durante as filmagens. De acordo com John C. McGinley, todos odiaram Stone durante toda a filmagem, mas esse era o objetivo específico de Stone, a fim de expor o elenco a algo parecido com os horrores da guerra e obter as performances mais realistas. A maioria dos membros do elenco e da equipe concorda que o comportamento de Stone às vezes beirava o psicótico, devido a uma combinação de privação de sono, transtorno de estresse pós-traumático e a própria intensidade da filmagem. O editor afirmou que, um dia, Stone gritou com ele por tirar a filmagem de uma cena que eles ainda não tinham filmado. Johnny Depp lembrou que, durante uma cena particularmente estressante, ele ficou tão intimidado pelo comportamento agressivo de Stone que quase vomitou. Stone ainda insistiu em uma segunda tomada.

– Oliver Stone escreveu o primeiro rascunho de “Platoon” em 1971 e o enviou a Jim Morrison na esperança de que ele desempenhasse o papel que Charlie Sheen iria desempenhar. Morrison tinha o roteiro com ele quando foi encontrado morto em Paris. Não se sabe se ele teria sido escalado se tivesse vivido. No entanto, Stone acabou fazendo “The Doors (1991)” baseado na vida de Morrison.

– O consultor técnico Dale Dye também foi o artilheiro de um dos Hueys após a emboscada na igreja. Ele certificou-se de que seu visor estava abaixado para disfarçar a identidade do atirador, já que Dye também interpretou o Capitão Harris.

– Antes do início das filmagens, todos os atores passaram por um treinamento básico intensivo de duas semanas nas Filipinas, sob a supervisão do conselheiro militar Dale Dye. A intenção de Oliver Stone não era fazer com que os homens se unissem e agissem como uma unidade, mas privá-los de sono e deixá-los totalmente exaustos, para que se esgotassem e, portanto, tivessem caráter.

– Originalmente, Charlie Sheen foi rejeitado para o papel principal de Chris, porque ele era muito jovem para o papel. Seu irmão mais velho, Emilio Estevez, recebeu a oferta do papel, mas o projeto não deu certo devido a problemas financeiros. Dois anos depois, o projeto foi aprovado, mas Estevez já havia se comprometido com outros projetos. Charlie Sheen leu novamente para o papel e ganhou.

– Pacotes especiais de cigarros Marlboro foram feitos para o filme por insistência de Oliver Stone, que queria que a cor vermelho-cereja do pacote fosse mais parecida com os produzidos no final dos anos 1960.

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 Vietnam-war-iconic-ph_evan

– O pôster do filme retratando Elias com as mãos no ar é uma recriação de uma fotografia de 1968 de Art Greenspon. Esta fotografia foi reconhecida como a décima terceira maior fotografia militar em uma edição de setembro de 2000 do Exército / Marinha / AF Time.

– Vários dos atores escreveram mensagens em seus capacetes usados durante o filme. O capacete de Charlie Sheen diz: “Quando eu morrer, enterre-me de cabeça para baixo, para que o mundo possa beijar minha bunda”, enquanto o de Johnny Depp simplesmente lê “Sherilyn”, uma homenagem a Sherilyn Fenn, com quem Depp estava namorando na época. Mark Moses (Tenente Wolfe) tinha em seu capacete um desenho do mascote da revista MAD Alfred E. Neuman com a frase “O que, me preocupo?” e, de acordo com Tom Berenger, isso fez Oliver Stone rir histericamente uma vez durante as filmagens.

– Além de editar o filme (e ganhar um Oscar por seu trabalho), Claire Simpson também sugeriu a Oliver Stone que ele usasse “Adagio for Strings” de Samuel Barber em algumas das filmagens mais emocionantes.

– O Departamento de Defesa dos EUA se recusou a cooperar na produção do filme. O equipamento militar foi emprestado das Forças Armadas das Filipinas.

– A certa altura, um personagem é avisado para não beber água de um rio porque pode pegar malária. Durante as filmagens, Willem Dafoe ficou com sede e bebeu água de um rio, sem saber que um porco estava morto . Ele ficou doente por 24 horas, mas não com malária.

–  O Vietnã proibiu o filme por causa de sua representação de vietnamitas. A Malásia proibiu por profanação excessiva e violência.

–  Com este filme, Oliver Stone se tornou o primeiro veterano do Vietnã a dirigir um grande filme sobre a Guerra do Vietnã. Foi já o primeiro veterano vietnam a ganhar um Oscar, por O Expresso da Meia-Noite (1978), e tornou-se, com este filme, o primeiro veterano vietnam a ganhar um Oscar de Melhor Realizador. Em 2016, ele é o último veterano de qualquer guerra a ganhar um Oscar de Melhor Diretor, exceto Clint Eastwood, que serviu no Exército durante a Guerra da Coréia, mas nunca foi para a Coreia do Sul.

– Alguns dos membros do elenco vietnamita eram na verdade turistas que estavam de férias nas Filipinas na época. Os aldeões vietnamitas foram interpretados por verdadeiros refugiados vietnamitas que viviam nas Filipinas.

– Perto do final do filme, quando os reforços chegam após a batalha, Rhah (Francesco Quinn) enfia a mão no bolso do peito de um VC morto, puxa algo e o guarda, enquanto olha em volta nervoso. O item que ele está removendo é a heroína, que os soldados VC usavam como analgésico. Muitos soldados dos EUA viciados em heroína fizeram a mesma coisa. A cena sugere que a qualidade mística de Rhah é um sintoma de um problema maior.

– A batalha final do filme foi a recriação de um evento real testemunhado pelo consultor técnico Dale Dye, que era correspondente de combate do 2º Batalhão do 3º Fuzileiros Navais.

– Durante os créditos de abertura, Big Harold (Forest Whitaker) cai e rola colina abaixo. Whitaker afirma que foi uma queda real e não intencional.

– Antes da cena em que metade do pelotão de Elias está fumando maconha, os atores realmente fumavam maconha. Infelizmente para eles, Willem Dafoe relatou, no momento em que o palco foi montado e eles realmente filmaram, todos tinham saído de seu êxtase e se sentiram horríveis.

– Tom Berenger perdeu 28 libras durante o acampamento de pré-filmagem. As filmagens para o filme começaram um dia após o término do acampamento. Oliver Stone não queria que os atores perdessem sua vantagem.

– Roger Ebert disse em sua crítica: “François Truffaut uma vez disse que era impossível fazer um filme anti-guerra; que o ato de retratar a guerra a glorificou e acabou fazendo com que parecesse divertido. Eu gostaria que ele tivesse vivido para ver o Platoon. Aqui está um filme filmado ao nível do solo, do ponto de vista do soldado de infantaria, e não faz a guerra parecer divertida. ”

– Extraído das próprias experiências pessoais de Oliver Stone como soldado de infantaria do Exército no Vietnã. Ele o escreveu rapidamente ao retornar da ação, e em parte para contrariar a falsa descrição da guerra que vira em “Os Boinas Verdes (1968)” de John Wayne.

– O conselheiro militar Dale Dye testemunhou Oliver Stone sofrer um ataque de estresse pós-traumático no set, enquanto filmava a cena da aldeia. Ele afirmou que eles choraram muito juntos depois, com base em sua experiência mútua no Vietnã.

– Primeira parte da trilogia de Oliver Stone no Vietnã. Os outros dois são Entre o Céu e a Terra (1993) e Nascido em 4 de Julho (1989). Muitos dos atores de Platoon (1986) têm pequenos papéis em Nascido em 4 de Julho (1989).

– A esposa de Dale Dye, Katherine, era a vietnamita que foi jogada em uma vala comum por dois soldados americanos após a batalha final.

– Oliver Stone considerou escalar Johnny Depp para o papel principal do soldado Chris Taylor, mas Depp era jovem demais para o papel e desconhecido na época. Stone disse que Depp um dia se tornaria uma grande estrela e, portanto, é um dos primeiros cineastas a apresentar Johnny Depp a Hollywood.

– A cicatriz realística de Tom Berenger exigia três horas de maquiagem todos os dias de filmagem.

– O filme é narrado por Charlie Sheen, ecoando assustadoramente a narração de “Apocalypse Now (1979)” de seu pai, Martin Sheen, também filmado extensivamente nas Filipinas.

– Todos os atores tiveram que suportar um duro campo de treinamento de quatorze dias nas Filipinas antes de as filmagens do filme começarem. Os atores receberam cortes de cabelo militares, foram obrigados a permanecer no personagem durante todo o acampamento, comeram apenas rações militares, não foram autorizados a tomar banho ou usar banheiros, tiveram que carregar peso real, dormiram na selva e até mesmo tiveram rotações para vigília noturna. O conselheiro militar Dale Dye também simulou várias situações de combate para ensinar os atores como reagir sob estresse intenso e teve muitas conversas com o elenco sobre PTSS e a sensação de ser baleado.

– Oliver Stone originalmente estava procurando um ator nativo americano para interpretar o sargento Elias. Quando ele falhou em fazer isso, ele lançou Willem Dafoe em seu lugar. Várias cenas com Elias refletem a ideia original de Stone do espírito nativo americano que encarna Elias.

– Dale Dye está em um saco de cadáver sendo retirado de um caminhão no início do filme.

– Johnny Depp diz que quando ele partiu para as Filipinas para fazer este filme aos 22 anos, foi sua primeira vez fora dos Estados Unidos.

– Quando Sandy e Sal procuram no bunker, eles se deparam com uma caixa cheia de mapas e “coisas do S2”. “S2” era, e é, Inteligência Militar, o que significa que esses papéis seriam entregues ao S2 para análise, após o retorno do pelotão à base.

– O elenco e a equipe chegaram às Filipinas no início de 1986, pouco antes da Revolução Edsa de 1986, que derrubou Ferdinand Marcos. Willem Dafoe disse que um ou dois dias depois de chegar a Manila, ele acordou e viu uma coluna de tanques rolando pelas ruas. Disseram-lhe que o filme provavelmente foi cancelado e que certamente ninguém poderia deixar o país. O diretor Oliver Stone teve que subornar o novo governo para permitir que eles começassem as filmagens.

– A criança vietnamita em que Kevin Dillon e Charlie Sheen atiraram tinha catarata, mas sua família era pobre demais para pagar pelo tratamento. Alegadamente, Dillon e Sheen se sentiram tão mal com isso que juntaram dinheiro para que o menino pudesse fazer uma cirurgia.

– Oliver Stone disparou um RPG de verdade no final. Isso aumentou o realismo do efeito.

– Bunny tenta encorajar Junior dizendo “Você está saindo com Audie Murphy aqui, meu caro!”. Audie Murphy foi um dos soldados americanos mais condecorados da Segunda Guerra Mundial. Ele recebeu a Medalha de Honra e pelo menos 32 outras medalhas durante sua carreira de guerra. Murphy se tornou um nome familiar depois que ele apareceu na capa da Life Magazine em 1945, e seus papéis subsequentes no cinema.

– Oliver Stone a certa altura queria Mickey Rourke para o sargento Barnes, e Nick Nolte como o experiente sargento Elias. Ambos foram oferecidos os papeis e ambos recusaram.

– A maioria das vozes ouvidas nas rádios são fornecidas por Dale Dye.

– Oliver Stone queria que James Woods, estrela de seu filme anterior Salvador: O Martírio de um Povo (1986), tivesse um papel no filme. Lembrando-se das filmagens agitadas e cansativas no México, Woods recusou Stone. Woods uma vez disse sobre isso: “Eu não agüentava a lama”. Embora Woods tenha se interessado posteriormente em participar do JFK: A Pergunta que Não Quer Calar (1991), ele não voltaria a trabalhar com Stone até Nixon (1995).

– Em uma cena o Sgt. Barnes dispensa a maconha (“Não preciso dessa merda”) enquanto toma um gole de uísque. Isso reflete as crenças pessoais de Oliver Stone de que os soldados que fumam maconha eram mais estáveis do que os que bebiam álcool.

– Quando estão limpando as latrinas, você pode ouvir “Bom dia Vietnã”. Uma gravação do verdadeiro Cronauer. Este filme foi lançado um ano antes daquele filme.

– Quando o pelotão se encontra com seu capitão, Barnes se refere a ele como “dai uy” (pronuncia-se die wee), que significa “capitão” em vietnamita.

– O sargento Barnes arrasta duas mulheres para fora de um buraco na aldeia e pede a Tony uma granada “Willie Pete”, que ele joga no buraco. “Willie Pete” é uma gíria para “White Phosphorus” (WP), mais especificamente, a granada de fumaça M34 White Phosphorus. Foi muito utilizado na Guerra do Vietnã, devido à sua eficácia em espaços confinados, como bunkers e túneis. O fósforo branco em chamas absorve oxigênio, fazendo com que as vítimas sufoquem ou sofram queimaduras graves.

– O personagem de Bunny retira pelo menos algumas de suas falas e características do livro ‘Nam de Mark Baker. ‘Nam é uma coleção de relatos em primeira mão de soldados que estiveram na Guerra do Vietnã, publicada pela primeira vez no início dos anos 1980. A linha, “A única preocupação que você tinha era morrer, e se isso acontecesse, você não saberia de qualquer maneira. Então, que porra é essa?” vem diretamente do capítulo “Batismo de Fogo” do livro (página 67). Além disso, um soldado no capítulo “Grunts” do livro “tinha um couro cabeludo pendurado em seu capacete” nas costas, assim como o personagem de Bunny no filme.

– Ao final da produção, levou apenas meia hora para aplicar a cicatriz facial de Tom Berenger. Berenger só o usaria quando necessário, pois acabava machucando seu rosto.

– O sargento Barnes ameaça Júnior com corte marcial. Ao que Junior responde: “Mandem-me para f * cking Long Binh”. A prisão de Long Binh era uma paliçada militar dos EUA no Vietnã, criada em 1966, para soldados culpados de crimes militares. Ele estava localizado a cerca de 33 quilômetros de Saigon (atual cidade de Ho Chi Minh).

– No podcast de Jay Mohr, Charlie Sheen disse que a intensidade que Tom Berenger trouxe para seu papel de Sargento Barnes foi o resultado de um divórcio recente.

– O papel do sargento Barnes foi originalmente oferecido a Kevin Costner. Ele recusou porque não queria desrespeitar seu irmão, que era um veterano do Vietnã. Oliver Stone o escalaria mais tarde para “JFK: A Pergunta que Não Quer Calar (1991)”.

– Antes que o sargento Barnes vá atrás de Elias, Barnes ameaça o “Artigo 15” de Taylor, a menos que eles retornem ao acampamento base. O artigo 15 é uma seção do Código Uniforme de Justiça Militar que permite aos superiores aplicar penas extrajudiciais sob certas condições. Especificamente, ele detalha a punição militar dos EUA por insubordinação grave.

– Pouco antes do início da luta final, um soldado NVA é visto plantando um “machado” amarelo feito de bambu. O “machado” era um ponteiro para guiar os soldados do NVA até a base americana.

– A certa altura, Junior e vários outros soldados negros estão conversando sobre a situação no pelotão. O sargento Warren afirma que eles deveriam confiar em Barnes, enquanto Junior retruca que as idéias de Warren sobre um bom líder podem estar contaminadas pela “merda” que ele “atira para cima”. Esta é uma referência ao vício do Sargento Warren em morfina, que foi deixado ambíguo no filme final.

– Por causa do baixo orçamento do filme, o diretor de fotografia Robert Richardson teve que economizar. Com o lançamento do DVD, no entanto, ele foi capaz de ajustar os tons de uma forma que ele apenas havia imaginado antes.

– Durante a batalha perto das ruínas da igreja, Big Harold grita “SHORT !! SHORT ROUNDS !!!” Rodadas curtas é um termo usado para descrever projéteis de artilharia caídos aquém do alvo, e possivelmente em cima de forças armadas amigas, outro exemplo da incompetência do tenente Wolfe como líder de pelotão de combate, já que foi ele quem convocou o referido ataque de artilharia.

– De acordo com Charlie Sheen, ele beijou o chão quando voltou para casa das filmagens nas Filipinas.

– Platoon (1986) foi o terceiro filme de maior bilheteria de 1986. O hit australiano Crocodilo Dundee (1986) foi o segundo maior filme do ano, com Top Gun: Ases Indomáveis (1986) em primeiro lugar. Demorou $ 138,5 milhões nos EUA.

– Val Kilmer fez o teste para o papel do Sargento Elias. Segundo Oliver Stone, ele fez um teste bizarro, no qual retratou o personagem como um xamã indiano.

– Keanu Reeves e John Cusack recusaram o papel de Chris Taylor.

– Denzel Washington fez lobby para o papel do sargento Elias.

– Um dos três filmes baseados no Vietnã lançados com nove meses de diferença entre eles em 1986-87. Os outros dois foram Nascido para Matar de Stanley Kubrick (1987) e Hamburger Hill de John Irvin (1987).

– Oliver Stone lembrou que, durante a escalação do filme, Kris Kristofferson foi apontado por alguns como um sargento em potencial Elias, já que ele estava na vida real perto do personagem na forma e tinha sido um Ranger Aerotransportado. Stone, no entanto, não gostou, já que Kristofferson era “muito velho” e não tinha um filme de sucesso desde “Comboio (1978)”.

– Foi durante essa filmagem que Oliver Stone presenteou Charlie Sheen com um contrato escrito à mão para assinar seu próximo filme Wall Street: Poder e Cobiça (1987).

– O Sargento Elias, além do emblema da 25ª Divisão de Infantaria na manga esquerda, também tem a insígnia da 1ª Divisão de Cavalaria à direita; conhecido como Shoulder Sleeve Insignia – Ex Wartime Service ou SSI-FWS, indicando que o usuário serviu com aquela unidade durante uma rotação de combate. A 1ª Divisão de Cavalaria foi de fato a primeira divisão americana a ter uma ação importante na Guerra do Vietnã e, neste caso, Elias pode ter participado dessas batalhas. Elias faz uma referência ao conversar com Chris sobre Ia Drang em 1965, que é uma referência à batalha envolvendo a luta no LZ-X-ray. A batalha incluiu um esquadrão do 7º Regimento de Cavalaria dos EUA da 1ª Divisão de Cavalaria e é o foco principal do livro do Tenente General Hal Moore e Joseph Galloway intitulado “Nós Fomos Soldados Uma Vez … E Jovens”, no qual o filme de o mesmo título foi baseado. Elias também parece ter sido qualificado para Aerotransportado, pois tem a guia Aerotransportada em sua faixa de cabeça.

– James Woods recusou um papel, dizendo que “não poderia enfrentar entrar em outra selva com Oliver Stone.”

– Outra referência a Sherilyn Fenn pode ser vista no violão de Johnny Depp na cena em que fumam maconha: as iniciais S.F.

– Oliver Stone detonou pessoalmente as explosões pirotécnicas para fotos em que a câmera está se movendo, de modo que o momento das explosões ocorreria quando ele quisesse.

– Oliver Stone sugeriu que o elenco e a equipe acampassem no local enquanto filmavam uma cena inicial em uma colina que eles só poderiam alcançar caminhando. Todos concordaram com isso no início, mas naquela noite, depois de escalar a colina e terminar seu dia de trabalho , todos correram de volta para o vale.

– Conforme Taylor e Gardner chegam ao país, eles passam por algumas tropas em rotação. Um deles comenta “365 e um despertar”. Os soldados americanos chegaram ao Vietnã em uma rotação de um ano (portanto, 365), cada soldado manteve registro de quantos dias ele foi “curto”, ou seja, elegível para DEROS (data elegível para retornar do serviço no exterior). Seu último dia foi considerado um despertar, pois você acordou e voltou para casa.

– Baseado na experiência pessoal de Oliver Stone durante a Guerra do Vietnã, e baseado em um roteiro que ele terminou por volta de 1971. Vários estúdios o rejeitaram, até que ele finalmente obteve a aprovação e começou a filmar no início de 1986.

– No início da luta final, Rhah diz a Taylor que a cobertura aérea está chegando com “cobra e nuca”, o que significa que o CAS vietnamita típico carrega bombas Mk-81 Snakeye de 250 libras e latas de napalm M-47 de 500 libras.

– Oliver Stone trabalhou para o produtor Dino De Laurentiis em Conan, o Bárbaro (1982) e Ano do Dragão (1985), alegando que financiaria o filme. No entanto, uma série de decepções de bilheteria levou ao colapso da operação cinematográfica de Dino, e o filme permaneceu no limbo por vários anos. Ironicamente, se De Laurentiis o tivesse produzido, provavelmente teria salvado seu estúdio, já que arrecadou $ 138,5 milhões em um orçamento de apenas $ 6 milhões.

– Foi selecionado para preservação no National Film Registry pela Biblioteca do Congresso, que o considerou “culturalmente, historicamente ou esteticamente significativo” em 2019.

– Jeff Bridges foi cotado para o Sargento Elias.

– Forest Whitaker tentou ser o mais corpulento possível para jogar Big Harold, mas o treinamento vigoroso de acampamento com botas, comida ruim e tiro áspero o fizeram perder muito peso. Quando percebeu que Whitaker estava ficando mais magro, Oliver Stone disse a ele, “O que você está fazendo? Você deveria ser o ‘Grande’ Harold”.

– A mãe de John C. McGinley ainda estava se recuperando de uma cirurgia no cérebro durante as filmagens. Mais tarde, ele disse que seus surtos maníacos perto do final de eram em sua maioria reais, resultado de sua tentativa mental de lidar com a intensidade extenuante das filmagens.

– Muito pouco se sabe sobre a vida de alguém volta para casa. O filme afirma ou implica que: apenas Chris largou a faculdade e se ofereceu para servir (seu pai serviu na segunda guerra mundial, seu avô serviu na primeira guerra mundial), O’Neill tem uma esposa ou namorada, Crawford é um surfista da Califórnia, King é de Tennessee e Gardner tem uma garota chamada Lucy Jean.

– Os últimos dias que Chris está no Vietnã são os primeiros dias de 1968. O que significa que ele foi embora pouco antes da Ofensiva do Tet, que é considerada a maior virada na guerra. É também quando começam as cenas de “Full Metal Jacket” no Vietnã. “Full Metal Jacket” foi lançado menos de um ano depois de “Platoon”.

– Apresenta a única atuação de Tom Berenger indicada ao Oscar.

– Apenas um terço da trilha sonora original de Georges Delerue acabou no filme final. O resto do material não utilizado foi lançado duas vezes, primeiro no selo Prometheus Records de 1995 e depois na edição expandida e completa do Quartet Records de 2018. Oliver Stone disse que Adagio for Strings de Samuel Barber era originalmente uma faixa temporária, que acabou sendo usada, quando se revelou mais eficaz em seu uso do que a própria partitura de Delerue. Delerue também escreveu sua própria adaptação de Adagio, no entanto, ela foi rejeitada porque sua versão não correspondia às expectativas de Stone. Sua versão, especialmente o finale, foi considerada heterofônica (diferentes versões de uma linha melódica vindo de uma vez), uma completa antítese contra a versão original de Barber que era homofônica (diferentes vozes se juntando em uma linha melódica). Ele também reconheceu que alguns críticos lhe escreveram explicando que havia pelo menos três das pistas originais de Delerue, que eles apontaram, que deveriam ter permanecido no produto final.

– Chris chegou ao Vietnã em setembro de 1967 e partiu no início de janeiro de 1968. O filme mostra três curtos períodos de tempo nesse período; sua primeira semana quando ele não sabe de nada e é ferido em sua primeira ação de combate. Quando ele retorna três semanas depois e se relaciona com muitos dos caras da festa no acampamento base. No dia de ano novo de 1968, quando eles destroem a vila, são emboscados no dia seguinte, têm a batalha climática no dia seguinte e ele é evacuado no dia seguinte. Ou seja, no máximo 12 dos seus cerca de 100 dias são mostrados.

– No final da cena em que Willem Dafoe e John C. McGinley estão discutindo sobre qual equipe deveria controlar o perímetro, o personagem de John C. McGinley diz: “O cara faz três anos e pensa que é Jesus Cristo ou algo assim. ” Dafoe passou a interpretar Jesus em A Última Tentação de Cristo (1988).

– John Spencer foi originalmente escalado como Sargento O’Neill, e John C. McGinley foi originalmente escolhido para o papel de Tony. Mas Spencer desistiu e Stone ofereceu a McGinley o papel maior. Ivan Kane acabou interpretando Tony.

– No camarote, quando Junior conversa com Bunny, encontra-se um pôster pin-up de Alberto Vargas datado de 10/67.

– O Exército dos EUA se recusou a apoiar o filme (como com equipamento militar) porque foi considerado muito crítico da Guerra do Vietnã.

– Papel de cinema creditado pela primeira vez para Francesco Quinn, Bob Orwig, Reggie Johnson, Mark Moses, Corey Glover, Paul Sanchez, Ivan Kane e vários outros atores do filme.

– O elenco do filme inclui dois vencedores do Oscar: Forest Whitaker e Oliver Stone – este último tem uma participação especial; e três indicados ao Oscar: Willem Dafoe, Tom Berenger e Johnny Depp.

– Keanu Reeves recusou o papel do soldado Chris Taylor.

– Foi o 9º lugar na lista de Roger Ebert dos “Melhores Filmes dos anos 1980”.

– Crawford fala sobre voltar para a Califórnia quando ele sair, onde “o surfe vai ser bom”. Em Caçadores de Emoção (1991), ele interpreta um surfista californiano.

– Kevin Dillon trabalharia mais uma vez com Oliver Stone em The Doors (1991) como John Densmore, baterista da banda titular.

– O papel de Chris foi originalmente oferecido a Kyle MacLachlan, que recusou.

– Incluído entre os “1001 filmes que você deve ver antes de morrer”, editado por Steven Schneider.

– Um jovem Ben Stiller fez o teste para um papel no filme, mas supostamente o diretor Oliver Stone o rejeitou imediatamente antes que Stiller pudesse ler suas falas porque o achou “fofo”. Stiller mais tarde satirizaria Stone em um segmento de The Ben Stiller Show (1992) chamado “Oliver Stoneland”, e o próprio Platoon (1986) em Trovão Tropical (2008).

– A banda de rock Sprung Monkey usa uma amostra da discussão entre Barnes, Elias e o Tenente na cena das chamas da aldeia em sua canção “Bleeding” do álbum de 1993 “Situation Life”.

– Incluído na lista de 1998 do American Film Institute dos 100 Maiores Filmes Americanos.

– Bunny usa uma espingarda Remington 870 Wingmaster com mira aberta durante todo o filme.

– De todo o elenco e equipe do filme, apenas três membros eram verdadeiros veteranos da Guerra do Vietnã. Diretor Oliver Stone, também interpretando o comandante do batalhão sendo explodido no bunker na batalha final. Stone serviu na 25ª Divisão de Infantaria (Tropic Thunder) em 1967-1968. Muitas cenas neste filme foram baseadas em suas experiências no exterior.

– O capitão Dale Dye serviu como conselheiro militar do filme e como capitão Harris na tela. Ele serviu no Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA como correspondente de guerra e recebeu a Medalha de Estrela de Bronze por bravura e três Corações Púrpuras.

– Em seu comentário em DVD, o Capitão Dale Dye diz que um dos maiores problemas que ele enfrentou no filme foi o veado que Taylor vê depois que ele acorda após a batalha final. De acordo com Dye, o cervo não ficava parado e corria para a floresta, forçando o Capitão a lutar e tirar a vegetação de seus chifres. Para evitar que ele fugisse, eles tiveram que amarrar uma de suas pernas.

– Os Ak-47s apresentados não são de fabricação russa. Na época da produção, os AKs russos não estavam disponíveis comercialmente no Ocidente. Os rifles apresentados aqui são comunistas chineses Tipo 56, um clone do AK. Embora semelhante em aparência, há muitas diferenças entre os dois, como a baioneta presa sob o cano que se estica para frente e se fecha em torno do focinho. Durante a Guerra do Vietnã, a China comunista fornece ao Vietnã do Norte milhares de fuzis Tipo 56 e seria mais usada pelos vietnamitas do que por um AK-47 de fabricação russa.

– Thomas F. Wilson quase foi escalado para o filme. Ele se candidatou para o papel de Sargento Barnes, mas perdeu para Tom Berenger.

– John C McGinley e Tony Todd mais tarde apareceriam juntos como fuzileiros navais em The Rock (1996)

– Willem Dafoe está carregando uma Cold Steel Tanto presa ao arnês H. Berenger também carrega uma adaga de aço frio na sua. Nenhuma dessas facas estava disponível durante o conflito do Vietnã.

– Embora O’Neill e Barnes supostamente tenham sido amigos por algum tempo, mesmo antes da guerra, e ambos são sargentos, Tom Berenger é na verdade dez anos mais velho do que John C. McGinley.

– Charlie Sheen e Keith David mais tarde co-estrelariam Trabalho Sujo (1990).

– William Petersen recusou um papel não especificado porque o cronograma de filmagens o teria mantido longe de sua família por seis semanas. Petersen apareceu anteriormente com Willem Dafoe em Viver e Morrer em Los Angeles (1985).

– A versão de “Oh! Susannah!” cantada a capella no início do filme, enquanto as tropas estão “transando”, foi cantada por Keith David (King).

– A HBO Video estava programada para lançar o filme em home video em outubro de 1987. O lançamento foi adiado devido a uma extensa disputa legal sobre o acordo de produção de Hemdale com a Orion, e o contrato existente de Hemdale com a Vestron Video para lançar seus filmes. No final das contas, o caso foi resolvido fora do tribunal, e a HBO distribuiu a versão alugada em março de 1988, seguida por um lançamento pago pela Vestron no final daquele ano. As capas são quase idênticas, com a mesma imagem em preto e branco e um título em relevo dourado. No entanto, o lançamento do Vestron tem os créditos na frente da caixa, e não no verso.

– O único indicado ao Oscar de Melhor Filme naquele ano a ser também nomeado para Melhor Som.

– Praticamente todo o filme acontece ao ar livre. A festa no bunker do acampamento-base e Barnes repreendendo os amigos de Elias no mesmo bunker são as duas únicas cenas internas de todo o filme.

– Elias, Barnes e Wolfe estão todos carregando variantes do tipo carabina do Colt AR-15 / M16. A produção não teve a cooperação dos militares dos EUA, portanto, as representadas não foram usadas no Vietnã. No entanto, começando em 1966, algumas unidades especiais usaram as variantes ainda mais curtas GAU / 5A-A, XM177E1 e XM177E2, que tinham canos curtos e flash hiders maiores para compensar a explosão de focinho e flash maiores. Eles passaram a ser conhecidos como CAR-15 e continuariam a ser usados pelo Exército, pela Marinha e pela Força Aérea no início dos anos 1990. A Carabina M4 desde então se tornou a principal arma para a maioria das unidades de infantaria nas forças armadas.

– Barnes dá ao destacamento de Elias um discurso incoerente em que ele ocasionalmente insulta a todos, chamando-os de um bando de maconheiros tentando escapar da realidade, ao passo que ele ‘é a realidade’. O tempo todo ele está bebendo Jack Daniels e obviamente está martelando no assunto.

– Durante a cena em que Taylor e King estão limpando a latrina, no rádio o DJ diz bom dia Vietnã, Forrest Whitaker estava no filme Bom dia Vietnam (1988)

– O papel preso ao cadáver de Manny (Corkey Ford) é um salvo-conduto do Vietnã do Sul. Esses papéis foram descartados em massa sobre o Vietnã do Sul, em uma tentativa malsucedida de fazer o VC e o NVA se renderem. As tropas inimigas estão mostrando seu desprezo pelos americanos anexando o passe ao cadáver de Manny.

– O filme foi filmado quase sequencialmente. Assim que seus personagens foram mortos no filme, os atores voltaram para casa. A emoção que Charlie Sheen mostra na cena final do helicóptero foi em grande parte real, sabendo que ele finalmente estava indo para casa.

– Bolsas de sangue falso destinadas a simular ferimentos à bala no corpo de Elias durante a famosa cena de “levantar o braço” falharam e nunca explodiram. No entanto, a atuação de Willem Dafoe naquela tomada foi considerada tão impressionante que a cena foi deixada como está.

– Após Taylor (Charlie Sheen) se vingar do Sargento Barnes (Tom Berenger), o outro pelotão chega para procurar sobreviventes, e alguém pergunta a Taylor se ele está bem. Ao fazer isso, Taylor rapidamente joga uma granada. O roteiro não pedia isso, mas Sheen achava que seu personagem seria suicida naquele ponto do filme. Oliver Stone gostou e manteve no filme.

– Após a luta final, Francis se apunhalou na perna com uma faca, para sair do Vietnã. Quando Francis é visto partindo no helicóptero médico, Rodriguez também é visto com uma perna enfaixada, sugerindo que ele também pode ter esfaqueado a própria perna para sair do futuro serviço militar.

– Para a sequência climática da morte do sargento. Elias, Willem Dafoe foi obrigado a detonar abóboras “atingidas por bala” em seu corpo com um dispositivo portátil enquanto tentava escapar do fogo inimigo. É claro que o dispositivo está em sua mão esquerda enquanto ele tropeça, mas ele afirma que pode ser visto voando de sua mão em um ponto, o que explicaria por que alguns dos explosivos não explodiram como planejado.

– Como Chris (Charlie Sheen) está voando no final do filme, ele diz que se sente como filho de Barnes e Elias. Na ocasião, ele tem um ferimento na bochecha direita que lembra a cicatriz de Barnes e usa uma bandana como o Elias.

– King é o único personagem principal do pelotão a ser mostrado saindo do Vietnã ileso. Todos os outros estão mortos, feridos ou ainda estão lá no final do filme.

– Imediatamente após a batalha de emboscada no início do filme, Barnes encontra um soldado VC ferido e o derruba impiedosamente, disparando alguns tiros de rifle em seu peito. No final do filme, Chris coloca Barnes em uma situação idêntica, em uma cena que é praticamente uma imagem espelhada da anterior.

– Red vai até Barnes para tentar ganhar alguma licença antes da Batalha Final, porque ele tem uma forte premonição de que não vai sair vivo. Barnes nega, pois o pelotão é muito limitado. Red é um dos únicos membros a sair ileso, principalmente porque ele se escondeu sob um corpo durante toda a batalha. Como o único sargento remanescente no pelotão, o capitão Harris prontamente dá a ele o cargo de recém-falecido Barnes como sargento de pelotão.

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 4+elenco

Charlie Sheen ……. soldado Chris Taylor
Tom Berenger ……. sargento Bob Barnes
Willem Dafoe …….. sargento Elias Grodin
Forest Whitaker …. Big Harold
Kevin Dillon ………. Bunny
Francesco Quinn .. Rhah
John C. McGinley . sargento O’Neill
Richard Edson ….. Sal
Reggie Johnson … Junior
Keith David ………. King
Johnny Depp ……. Gator Lerner
David Neidorf ……. Tex
Mark Moses …….. tenente Wolfe
Chris Pedersen …. Crawford
Tony Todd ……….. Warren
Corkey Ford …….. Manny
Dale Dye …………. Capitão Harris
Paul Sanchez…….Doc

ELENCO (PERSONAGEM)                   Herbert Richers   Studio Gabia
Charlie Sheen (Soldado Chris Taylor) … Mário Jorge Andrade    Luiz Laffey
Tom Berenger (Sargento Robert Barnes Barnes)… Júlio César  Armando Tiraboschi
Willem Dafoe (Sargento Elias)……………….Garcia Júnior  Affonso Amajones
John C. McGinley (Sargento Red O’Neill)………Ricardo Schnetzer   Élcio Sodré
Kevin Dillon (Bunny)……………………….???               ???
Keith David (King)…………………………Armando Braga       ???
Mark Moses (Tenente Wolfe)………………….Marcus Jardym   Márcio Araújo
Francesco Quinn (“Rhah” Vermucci)……………Júlio Chaves       ???
Forest Whitaker (Big Harold)………………..Márcio Simões       ???
David Neidorf (Tex)………………………..Dário de Castro       ???
Tony Todd (Sargento Warren)…………………Hamilton Ricardo    Bruno Rocha
Richard Edson (Sal)………………………..Hélio Ribeiro       ???
Reggie Johnson (Junior)…………………….Eduardo Borgerth       ???
Johnny Depp (Lerner)……………………….Marco Antônio Costa???
Corey Glover (Francis)……………………..Manolo Rey       ???
Dale Dye (Capitão Harris)…………………..Jomeri Pozzoli       ???
Bob Orwig (Gardner)………………………..André Filho       ???
Kevin Eshelman (Morehouse)………………….Selton Mello       ???
VOZES ADICIONAIS……………………………Ettore Zuim,          ???
Marco Ribeiro,        ???
Newton da Matta,      ???
Newton Martins       ???
INFORMAÇÕES TÉCNICAS                                                   ???
locutor Ricardo Mariano (intro)                                        ???
Newton da Matta (placas)                                       ???
tradução                                               ???
direção de dublagem Newton da Matta                               ???

VEICULAÇÃO DE DUBLAGEM
mídia              Televisão (Globo1, Record)
TV Paga
DVD3                                  DVD2
Netflix

NOTAS:
1 Exibição inédita em 04/09/1989, na Tela Quente;[1] 2 Lançado em 31/10/2000 pela Flashstar Home Video;[2] 3 Lançado em 2002 pela Metro-Goldwyn-Mayer.

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 6+ver+todo+o+elenco

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 6

PAÍS: EUA
DURAÇÃO: 113 minutos
PRODUTORAS: Hemdale
Cinema ’84
Cinema 86 (não creditado)
DISTRIBUIDORAS: Orion Pictures (1986) (EUA)

PLATOON (DUAL ÁUDIO/1080P) - 1986 AVISO

7 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. top,obrigado

  2. De nada amigo, manda lembrança para o pessoal do Tela de filmes que irá ter mais surpresas.

  3. Boa noite, cria um torrent para esse arquivo por favor!!!

  4. Bela postagem! Don, a redublagem é do Studio Gabia feita para o DVD da flashstar.

    1. Boa tarde, José.

      Muito obrigado pela identificação da dublagem. A postagem já foi atualizada.

      Grande abraço.

  5. top filme, uns dos melhores de guerra

  6. Baita elenco! Grande postagem, PEGASUS! Muito obrigado por compartilhar esse filmaço! Grande abraço 🙂

Deixe uma resposta